REGULAMENTO REGIONAL DO CAFÉ/SPORT CENTER – 2015

2º CAMPEONATO REGIONAL DO CAFÉ/SPORT CENTER – 2015

 

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O presente Regulamento foi organizado por Ademir Domingues Alves e Alexandre Ignácio, regulamentam todas as competições por ele organizadas e é regido pela legislação vigente aplicável, especificamente, pelas disposições contidas neste regulamento e atos administrativos expedidos pela autoridade pública, no exercício de suas atribuições.

Parágrafo Primeiro – A normatização complementar e subsequente, bem como os atos de comunicação aos participantes dos jogos, formalizar-se-á através de documentos oficiais expedidos pela autoridade administrativa, comissões ou órgãos competentes.

ARTIGO 1º

As pessoas físicas e jurídicas que participarem das competições são consideradas conhecedoras da legislação esportiva aplicável e das disposições contidas neste Regulamento e, igualmente, dos atos administrativos complementares.

Os campeonatos serão disputados conforme regulamento, visando a integração entre os atletas, estimulando a ação desportiva dentro da modalidade, favorecendo o congraçamento sócio esportivo, revelando valores e também o trabalho de equipes, entidades, clubes.

ARTIGO 2º

A Organização e coordenação do Campeonato será exercida por  Márcio Alexandre Ignácio e Ademir Domingues Alves .

II – CONCORRENTES E INSCRIÇÕES

(As inscrições acontecerão num período pré-determinado pela Comissão, os jogos serão antecipadamente divulgados nos meios de imprensa; escrita, falada e televisionada). Todas as inscrições só poderão ser feitas no período estipulado pela Comissão Central Organizadora (C. C. O.).

ARTIGO 3º

A comissão Organizadora distribuirá com antecedência o regulamento da Competição e normas para a disputa e um modelo da ficha de inscrição para ser reproduzida.

ARTIGO4º

A taxa de inscrição é de R$ 600,00 (Seiscentos Reais) para categoria livre, já nos veteranos 500,00(quinhentos Reais) e deverá ser entregue ao coordenador responsável o Sr. Márcio Alexandre Ignácio ou Ademir Domingues Alves, bem como o cheque caução exigido pelo regulamento.

As equipes participantes pagarão uma taxa por partida C$ 120,00(Cento e vinte reis ) antes do início do jogo, o valor da taxa referida,  para o custeio da arbitragem.

Cada Equipe na entrega da taxa de inscrições devera entregar um cheque calção de C$1.000.00, que será devolvido no encerramento do campeonato em caso de Abandono do campeonato o valor será descontado no ato.

CATEGORIA LIVRE – O número máximo de inscrições de 22 (Vinte e Dois) atletas o atleta inscrito, já o atleta na categoria veterana poderá atuar no livre também, o goleiro caso seja da mesma equipe desde que esteja relacionado entre os 22 de cada categoria.

CATEGORIA VETERANOS – O número máximo de inscrições de 22 (Vinte e Dois) atletas com a idade, com as seguintes regras: O goleiro deve ter no mínimo o ano de nascimento 1985(30anos) o goleiro não poderá atuar na linha, a equipe poderá inscrever somente quatro atletas do ano de 1980, o restante da equipe somente atletas acima do ano de 1975. Já o atleta na categoria veterano poderá atuar no livre também, o goleiro caso seja da mesma equipe desde que esteja relacionado entre os 22 de cada categoria.

Fica Liberado a todas as equipes a utilizarem atletas profissionais e no futebol e Futsal na categoria Amador e Veteranos

OBRIGAÇÕES DAS EQUIPES

  1. Cada equipe apresentará a relação completa conforme solicitado.
  2. Prazo máximo de inscrito até a terceira rodada da primeira fase, até que feche o            número máximo de 22 atletas, de acordo com a ficha de inscrição.
  3. Não poderá haver substituição dos atletas relacionados.  ” Em acordo com representante no congresso técnico,  apos a data limite em prazo estipulado no item 02 deste regulamento, a equipe tem o direito de substituir atletas somente com a apresentação de atestado medico, com prontuario que deixa o atleta afastado de 30 a mais  dias sem praticar atividade física, sendo receitado por profissional da área de medicina “MÉDICO”, neste caso poderá   ser substituído.
  4. Não será permitida a inscrição que não se enquadre dentro do regulamento. A Comissão organizadora terá todo o direito de solicitar um documento que comprove a identificação do atleta, o mesmo terá que apresentar seu documento a esta comissão.
  5. Os atletas inscritos para estar aptos para a final é obrigatório pelos menos ter jogado duas partidas na primeira fase.
  6. Menor de 16 anos será aceita a inscrição com declaração de responsabilidade dos pais e/ou responsáveis autorizando o atleta a participar, ficando assim de inteira responsabilidade dos procuradores dos mesmos.
  7. Caso a equipe jogue com o atleta irregular haverá perda de ponto automaticamente e a retirada deste atleta da lista perdendo a vaga automaticamente.
  8. Na listagem deverá constar o nome do responsável e seu eventual substituto, assim como endereço e telefone para contato.
  9.  Só será permitida a permanência no banco de reserva somente jogador, técnico e dirigentes que estejam previamente inscritos, na relação oficial do campeonato.
  10.   Os atletas que estiver no banco todos tem que estar uniformizados e identificados. Não há Limite para as substituições dos atletas, somente não será permitido o atleta que já sai da partida, não poderá voltar mais a partida. Atendimento médico (Ambulância e Enfermeiros).
  11. Policiamento (Guarda Municipal e Polícia Militar) para manter a disciplina dentro e fora de campo, relativamente a seus atletas, dirigentes, técnicos e torcedores.
  12. Demarcar todas as linhas e pontos no campo, com bancos para atletas, e mesários.
  13. Uma bola em condições de jogo entregue ao arbitro. Caso aconteça de duas equipes aparecerem com camisas da mesma cor, a equipe mandante deverá trocá-las por camisas de outra cor, sendo vetado jogar sem camisas.
    1. Tabela súmula, artilheiro e classificação.
    2. Dando apoio logístico.
    3. Compromete-se a informar com antecedência os campos a serem realizados os jogos.
    4. Escala de árbitros e mesários.
    5. Julgar e punir atletas e dirigentes e Árbitros.
    6. Qualquer alteração de jogos, mudança de local o mesmo e responsável a informar ao dirigente.
    7. Premiação.
    8. Manter a disciplina, dentro e fora de campo, relativamente a seus atletas, dirigentes, técnicos e torcedores.
    9. Todas as atletas e/ou pessoas devidamente inscritas e registradas na competição, serão passíveis de julgamento estando ou não dentro de campo; basta estar em qualquer praça esportiva desta competição para se tornar passível de julgamento a qualquer momento;
    10. A equipe ou o atleta devidamente registrado, que for beneficiado por qualquer decisão da JUSTIÇA COMUM, seja ela requerida por parentes, amigos, dirigentes, torcedores, será automaticamente ELIMINADO do campeonato, ficando ainda sujeita as sanções previstas no CBJD, código desportivo da modalidade, estatuto da liga ou federação e neste Regulamento;
    11.  A responsabilidade no acompanhamento/controle na contagem dos cartões disciplinares aplicados é da própria equipe, não cabendo nenhuma reclamação ou recurso em cima disto.
    12.  Desrespeitar e reclamar por gestos ou palavras, ofender moralmente oficiais de arbitragem, delegados, membros das ligas legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 10 (dez) jogos.
    13.  Praticar vias de fatos contra os oficiais de arbitragem, delegados, membros da Federação, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 08 (oito) jogos à eliminação.
    14. Se houver mando de jogo a equipe automaticamente perderá o mando.
    15.  Assumir nas praças de desportos, atitude inconveniente ou contrária à moral desportiva, em relação a componentes de sua equipe, equipe adversária, ou em relação à entidade organizadora e seus dirigentes, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 10 (dez) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.
    16.  Praticar via de fatos contra companheiro(s) de equipe ou componente(s) de equipe adversária, antes durante ou depois da competição. Punição: de 03 (três) a 08 (oito) jogos. Com lesão corporal: de 05 (cinco) a 15 (quinze) jogos. Se houver mando de jogo a equipe automaticamente perderá o mando.
    17. Participar de rixa, conflito ou tumulto, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 06 (seis) jogos. Podendo ainda a equipe perder os pontos por DT (derrota técnica). Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando. (Nas SEMIFINAIS e FINAIS não existe a aplicação de DT, somente demais penas).
    18. Manifestar-se de forma desrespeitosa ou ofensiva contra membros das Ligas, ou ameaçá-los de mal injusto e grave, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 20 (vinte) jogos.
    19. Invadir o campo, com o propósito de ofender, discutir, tirar satisfações com os oficiais de arbitragens, delegados, membros da Federação, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 10 (dez) jogos.
    20. Tentar agredir oficial de arbitragem, delegado, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 05 (cinco) a 10 (dez) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.
    21. Praticar ato de hostilidade contra o adversário, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 04 (quatro) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.

OBRIGAÇÕES DOS ORGANIZADORES

DISPOSICOES GERAIS

ARTIGO 5º

As equipes participantes deverão entregar a Ficha de Inscrição em data previamente definida pela CCO, em duas vias assinadas e datadas, na loja Sport Center ou com os organizadores, mediante pagamento da taxa de inscrição.

ARTIGO 6º

Só será permitida a participação do atleta no campeonato, mediante a apresentação de qualquer documento de fé – pública que comprove a sua identificação a apresentação de documento.

ARTIGO 7º   ATLETAS

III – CONDIÇÕES FISICAS DA PRATICA DE ESPORTES

A comissão organizadora não responderá por quaisquer mal estarescontusões e lesões, que passa acontecer ao atleta inscrito, considerando-se que na inscrição o responsável pela equipe esta ciente que seu atleta esteja com a sua saúde (mentalmente e fisicamente, aptos para a prática do esporte). A Saúde do atleta será de inteira responsabilidade do responsável da equipe.

IV – JOGO

ARTIGO 8º

Para iniciar qualquer partida, cada equipe deverá ter o mínimo de 07 (sete) atletas, incluindo o goleiro.  Ex: 6+1.

Em momento algum a partida será iniciada ou terá sua continuidade se uma das equipes ficarem reduzidas a menor de (07) sete atletas.

Se uma equipe no uso de má fé (CAI CAI). Ficar reduzida com menos de sete atletas durante o jogo, a partida será encerrada, esta perderá os pontos para o adversário, mesmo se a equipe infratora estiver em vantagem no placar ou empatado, não valerá saldo de gols, e nem para artilharia, e o resultado será de 1X0, para a equipe lesada.

ARTIGO 9º

O atleta que for entrar no jogo deverá fazê-lo em frente o mesário informando o qual será substituído.

ARTIGO 10º

As partidas terão duração de 45 minutos. Os acréscimos ficarão a critério da arbitragem.

O intervalo não poderá ultrapassar mais de 15 minutos entre o 1º e 2º tempo.

Se duas equipes não comparecerem para o jogo ou chegarem atrasadas, ambas perderão os pontos.

VII-  INTERRUPÇÃO DE PARTIDA

ARTIGO 11º

Quando uma partida for interrompida por um motivo extra campo EX= (CHUVA, etc..) , tendo transcorrido ¾ do jogo, prevalecerá o resultado e a partida será considerada encerrada. Se for interrompida com menos de ¾, terá continuidade em outra data definida pela organização do evento.

Em caso de chuva forte durante uma partida, somente poderá ser cancelada pela comissão organizadora, árbitro da partida, responsável do campo terá o direito do cancelamento da partida.

Continuidade desta partida nos seguintes critérios:

A) Usar a mesma súmula com as mesmas anotações.

B) Manterá as faltas e cartões.

C) Manterá o tempo jogo.

D) O número de atletas no momento da paralisação.

E) O jogo reiniciar onde parou ex: lateral, escanteio, bola com goleiro.

ARTIGO 12º

Caso aconteça o cancelamento ou transferência da rodada, a comissão organizadora irá informar as equipes participantes até às 24h00 horas antes do inicio do Jogo.

ARTIGO 13º

Haverá tolerância de 15 minutos apenas para o primeiro jogo da rodada, no período da manhã e a tarde. Os jogos começarão às 08h30min e no período da tarde às 13h30min.

VIII- PUNIÇÕES AOS ATLETAS E COMISSÃO TÉCNICA

ARTIGO 14º 

A comissão organizadora julgará de acordo com os relatórios oficiais de arbitragem, delegados, membros das Ligas legais ou nomeados por elas, e enquadrados no C.B.J.D.

A) Para o julgamento de atletas, dirigentes e Árbitros caso necessite, é de responsabilidade do Coordenador da Competição Sr Marcio Alexandre Ignácio.

C) Para casos omissos que não contar no regulamento a para efeito de julgamento a comissão disciplinar utilizará o CÓDIGO BRASILEIRO DE JUSTIÇA DESPORTIVA

ARTIGO 15º                                         

A Comissão Julgadora vai ser formada por pessoas diretamente profissionais e imparciais nas atribuições concedidas às mesmas, tendo todo o poder de julgar e sentenciar a qualquer atleta ou dirigente, árbitros, mesários e até mesmo a membros da coordenação das competições.

Aos organizadores, fica vetado toda e qualquer intervenção ou manipulação ou direcionamento ou ate mesmo vantagens adquiridas no poder de organizador.

Somente a esta comissão terá o poder de julgar os casos omissos e relatados por árbitros, entidades, coordenação e os representantes de equipes que participam dos eventos, tendo em vista a todas as modalidades coordenadas pela a entidade a esta comissão.

ARTIGO 16º

Cada protesto só poderá ser feito em até quarenta e oito (48) horas após a competição protestada.

O documento deverá ser por escrito e devidamente assinado pelo representante da equipe protestante que o entregará a comissão organizadora.

B) É considerado competição, para os artigos referentes à punição, o jogo na data marcada, sendo que, os inscritos e envolvidos podem ser relatados 24 horas antes ou depois da competição/partida;

C) Será levado em consideração o histórico de cada pessoa/atleta nos eventos chancelados pela as pessoas envolvidas na organização do campeonato, para se definir a quantidade de dias ou jogos, nas punições;

D)  Todo participante do jogo que for relatado por agressão a adversário, oficiais, membros das Ligas, legais ou nomeados por ela, cumprirá automaticamente fica suspenso automaticamente da competição. Sem recurso por parte dos ofensores.

Parágrafo Único – Qualquer ocorrência verificada na praça de esportes, ou nos arredores de até 500 (quinhentos) metros do local das partidas, praticados por qualquer pessoa ligada às equipes, inclusive torcedores, é passível de punição. Em casos de prática de violência física, tentativa de agressão física, rixa, contra quem quer que seja, depredação de bens públicos ou particulares, causará a equipe com a qual se relacionar o agressor, a perda dos pontos da partida. Em caso de ameaças, agressões ou tentativa de agressão aos oficiais de arbitragem, membros da comissão organizadora ou por ela nomeados, tumulto ou agressões na torcida, a partida pode ser a paralisada por até 10 minutos; se neste período não se normalizar a situação, a partida será declarada encerrada. Se a equipe identificada como causadora do ato, por seus atletas ou torcida, tiver empatado ou vencido a partida em questão, perderá os pontos em disputa, não sendo beneficiada, entretanto, a equipe adversária com qualquer pontuação. Em havendo prejuízos financeiros, poderá a equipe ser responsabilizada pela reparação dos danos causados.

N) Para o julgamento de atletas, dirigentes e Árbitros caso necessite, é de responsabilidade do Coordenador da Competição Sr Marcio Alexandre Ignácio e Ademir Domingues Alves.

O) Será obrigatório que a arbitragem coloque qualquer irregularidade na súmula para posterior julgamento.

ARTIGO 17º

A Comissão Julgadora vai ser formada por pessoas diretamente profissionais e imparciais nas atribuições concedidas às mesmas, tendo todo o poder de julgar e sentenciar a qualquer atleta ou dirigente, árbitros, mesários e até mesmo a membros da coordenação das competições.

Aos organizadores, fica vetado toda e qualquer intervenção ou manipulação ou direcionamento ou ate mesmo vantagens adquiridas no poder de organizador.

Ficando assim, em hipótese alguma, a responsabilidade e mudança de quaisquer alterações de regulamento e estatuto que regem as competições aprovado pelos participantes.

ARTIGO 18º

Cada protesto só poderá ser feito em até quarenta e oito (48) horas após a competição protestada. O documento deverá ser por escrito e devidamente assinado pelo representante da equipe protestante que o entregará a comissão organizadora.

ARTIGO 19º

PENALIDADES POR CARTÃO

CARTÃO AMARELO 

O atleta que somar Três cartões cumprirá suspensão automática por uma partida.

Cada cartão recebido pelo atleta a equipe será multada por C$5,00(Cinco Reais)por cartão

CARTÃO VERMELHO

Eliminará da partida e não poderá entrar outro em seu lugar.

Suspensão automática de uma partida.

Cada cartão recebido pelo atleta a equipe será multada por C$10,00(Dez reais)por cartão

REGRA GERAL PARA OS CARTÕES

Cartões (amarelo, vermelho) na mesma jogada, serão anotados na mesa (os dois cartões) e fica acumulativo para o atleta o cartão amarelo.

Todos os cartões recebidos sem cometerem faltas, também e cobrado a taxa , por indisciplina dentro do jogo ou no banco de reservas, também são marcadas na mesa como cartões coletiva para o atleta.

Os cartões e punições são acumulativos valem até a fase final.

IX-FORMA DE DISPUTA DO CAMPEONATO

ARTIGO 20º

O Campeonato vai contar equipes da região nas categorias Amador e Veteranos.

Nas duas categorias  – Serão divididos em dois  grupos, que serão conhecidos no arbitral em forma de sorteio “A ”e ”B”.

Primeira fase – As equipes jogam entre si dentro dos grupos, classificando as 4 melhores classificadas nesta fase.

Segunda fase –  Quartas de finais – Em melhor de duas partidas onde os dois primeiros colocados jogam por vantagem de empate , este critério valem para a categoria Livre e também no veteranos.

Segunda Fase – Quartas  de Finais: A disputa em forma de Cruzamento Olímpico dos grupos.

Ficando assim:

JOGO 01– 1º Colocado do Grupo “A” X 4º Colocado do “B”

JOGO 02- 1º Colocado do Grupo “B” X 4º Colocado do “A”

JOGO 03- 2º Colocado do Grupo  “A” X 3º Colocado do “B”

JOGO 04– 2º Colocado do Grupo  “B” X 3º Colocado do “D”

Terceira Fase: semifinais quatro equipes seguem adiante não exitem vantagem, melhor de duas partidas caso empate cobranças de pênaltis ate conhecer os finalistas na categoria Livre.

Nesta fase na categoria Veteranos as duas melhores classificadas jogam por vantagem de empate.

JOGO 05- Vencedor do Jogo 01 X Vencedor do Jogo 04

JOGO 06- Vencedor do Jogo 02 X Vencedor do Jogo 03

Quarta Fase: Final.

JOGO 07- VENCEDOR DO JOGO 05 X VENCEDOR JOGO 06

OBS: TODOS OS JOGOS DA SEGUNDA FASE ACONTECE NO CAMPO DO PIRAPÓ A CONHECER O CAMPEO DO 2º CAMPEONATO REGIONAL DO CAFÉ/SPORT CENTER.

ARTIGO 21º

Em caso de igualdade na soma de pontos ganhos entre 02 (duas)  equipes, na 1ª fase da competição, o critério de desempate será conforme item abaixo:

A. Confronto Direto;

B. Maior número de Vitórias;

C. Defesa menos vazada durante a fase de classificação (1ª fase);

D. Maior número de gols a favor;

E. Menor pontuação de cartões sendo: cartão Vermelho: 02 pontos e cartão amarelo: 01 ponto;

F. Sorteio;

G. Se houver Confronto entre 03 (Três) ou mais equipes, utilizará o critério de desempate dos itens (B, C, D, E F) do artigo 28.

ARTIGO 22º

Em caso de W X O, será mantido a pontuação e não será descontado os pontos e os gol na classificação da primeira fase.

PREMIAÇÃO DO CIRCUITO DO CAFÉ NO  LIVRES E VETERANOS

1º colocado – 70% + TRÓFEU E MEDALHAS

2º colocado – 30% + TROFEU E MEDALHAS

3º colocado     –                UMA BOLA + TROFÉU

ARTILHEIRO – UMA CHUTEIRA E MEDALHA

DEFESA – LUVA E MEDALHAS

ARTIGO 23º

Este regulamento é de consenso das equipes participantes, portanto seu texto não deverá ser alterado e dispensam assim reuniões.

Todavia, se fatos novos surgirem e que não estejam no presente regulamento utilizara o Código Disciplinar utilizado pela da Paraná Esporte. ­­­­

COORDENAÇÃO

Márcio Alexandre Ignácio  (43) 9958-1638 e Ademir Domingues Alves (43) 9640-3033

Liga de Árbitros de Apucarana

Última atualização em Seg, 23 de Março de 2015 15:37 

© Copyright 2015 - O Esporte - Todos os Direitos Reservados