REGULAMENTO 7ª COPA OESPORTE 2019

REGULAMENTO OFICIAL

 

 

DA PROMOÇÃO E OBJETIVOS

ART.1º – A Copa Oesporte de Futebol Suíço tem por finalidade congregar, difundir e movimentar o cenário esportivo local e regional, como meio de lazer e prática sadia do esporte.

ART. 2º – Este regulamento é o conjunto das disposições que regerá as competições da Copa Oesporte de Futebol Suíço em 2019.

II- DA ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO

ART. 3º – A Copa obedecerá às disposições deste regulamento, do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e demais legislações esportivas em vigor com mais alguns artigos disciplinares, para adequar a realidade do futebol a cidade.

ART. 4º – A organização e execução caberão ao organizador, que cumprirá e fará cumprir este regulamento.

ART. 5º – Ao Organizador compete:

  1. a) Emitir e interpretar este regulamento, zelando pela sua perfeita execução;
  2. b) Elaborar, observar e fazer cumprir a tabela dos jogos;
  3. c) Designar representantes nos jogos, para posteriores relatos dos acontecimentos verificados nos mesmos;
  4. d) Aprovar ou impugnar os resultados dos jogos, após exames das súmulas respectivos relatórios oficiando as equipes envolvidas, quando necessário, no prazo máximo de três dias úteis, de suas realizações;
  5. e) Determinar a perda de pontos, quando qualquer equipe utilizar jogadores sem condições de jogo;
  6. f) Elaborar, com base nos resultados dos jogos aprovados a classificação final nas respectivas fases do Campeonato;
  7. g) Examinar quando necessário os documentos dos atletas inscritos de acordo com o estabelecido neste regulamento;
  8. h) Receber das equipes possíveis reclamações e até mesmo veto referente à atuação dos árbitros desde que o façam por escrito. Estas serão analisadas ao qual emitirá um parecer, sobre a procedência ou não o fato reclamado.
  • ÚNICO: As decisões desta organização produzirão efeitos imediatos.

ART 6º – As regras para arbitragem do campeonato serão as vigentes na Confederação Brasileira de Futebol, sendo que das interpretações dos árbitros não caberão recursos, sendo suas decisões definitivas.

III- DOS PARTICIPANTES

ART. 7º – COPA OESPORTE DE FUTEBOL SUIÇO – 2019 é destinado a clubes esportivos, agremiações, associações ou equipes independentes, única e exclusivamente de categoria Livre.

  • 1º: A participação das equipes vincular-se-á, a normatização contida neste regulamento.

ART. 8º – As equipes que participarem do campeonato serão consideradas conhecedoras das leis e regras de futebol, bem como deste regulamento, e assim, se submeterão, sem reserva alguma, a todas as consequências que deles possam emanar.

ART. 9º – As inscrições das entidades participantes deverão ser feitas ao organizador, juntamente com a inscrição dos atletas.

Paragrafo Primeiro – Caberão as equipes inscritas a responsabilidade dos exames e assistência médica aos seus atletas e comissão técnica, antes, durante e depois das partidas. Também é de responsabilidade das equipes em fraturas e brigas que cause outros danos a integridade física do atleta e torcedor até mesmo óbito.

Parágrafo Segundo – Ao inscrever-se neste campeonato, tanto as equipes como seus componentes (atletas e comissão técnica), tornam-se cientes de que o mesmo será divulgado pelas mídias: escrita, radiofônica e televisiva, e concordam em ceder seus respectivos direitos de imagem à comissão organizadora do campeonato, ficando esta desde já autorizada a repassar os citados direitos a qualquer emissora de TV, rádio ou similar.

 

IV- DAS INSCRIÇÕES DE ATLETAS

ART. 10º – As inscrições de atletas deverão ser feitas através do formulário fornecidos pelo organizador, onde deverão constar os nomes completos, número do documento de identidade com foto, que será o utilizado em todas as partidas. As equipes poderão inscrever no máximo 22 (vinte e dois atletas) atletas, podendo a equipe inscrever os 22 atletas em uma única vez ou até a quinta-feira que antecederá a terceira rodada da primeira fase.

A comissão técnica poderá ser composta por técnico e massagista, desde que devidamente portando documento com foto.

ART 11º – A participação de atletas na Copa OEsporte de futebol suíço – 2019 será:

  1. A)  Atletas considerados amadores;
  2. B)  Apenas um atleta profissional que atuou no primeiro semestre, já quem está atuando o segundo semestre fica impossibilitado que participar.

ART. 12º- Somente poderão participar do campeonato os atletas devidamente inscritos até na data limite e para estarem aptos a jogar a fase mata mata ( Semifinais e Finais o atleta tem que ter jogado pelo menos uma vez na fase classificatória de grupos.

Paragrafo Primeiro – Para participação na Copa o atleta deverá ter idade mínima de 16 (Dezesseis) anos, completos ou a completar até a data de sua primeira partida (nascidos em 2003).

Paragrafo Segundo – A participação de atletas menores de 18 (dezoito) anos, sendo estes estando sob total responsabilidade das equipes ao qual pertencem, não cabendo ao organizador qualquer formulário ou autorização para a participação. Este regulamento subentende-se que o menor possua autorização do responsável legal vinculada à equipe ao qual ele está inscrito.

Paragrafo Terceiro – O(s) atleta(s) não pode(m) estar atuando ao mesmo tempo nas duas equipes.

Paragrafo Quarto – Atletas que tiverem seus nomes como constante em duas equipes, valerá a primeira partida dele anotadas em sumulas (participação na partida ou reserva) não poderão trocar de equipe, caso aconteça, a equipe e o atleta serão penalizados. Para a equipe percas dos pontos que ele atuou e para o atleta, eliminação do campeonato.

 

V- DOS JOGOS

ART. 14º – As datas e horários constantes na tabela, somente poderão sofrer alterações por determinação do organizador. Ficará disponível no site:  www.oesporte.com.br

ART. 15º – Qualquer partida poderá ser adiada pela organização em virtude de mau tempo ou por outro motivo de força maior, dando ciência da decisão aos representantes das associações interessadas e ao árbitro da partida.

ART.16º – Os jogos serão disputados de acordo com as regras as substituições durante são livre, podem atuar os atletas inscritos  previamente relacionadas em súmulas, inscrições na hora da partida fica proibida sem autorização da coordenação.

  • ÚNICO – Para participar da partida os atletas deverão estar completamente uniformizados.

ART. 17º – Todas as partidas terão duração de 70 (setenta) minutos divididos em 2 (dois) tempos de 35 (Trinta e cinco) minutos.

ART. 18º – As bolas (duas) a serem utilizadas no campeonato serão de responsabilidade de todas as equipes, que apresentarão ao árbitro da partida para seu início.

ART. 19º – Poderão permanecer no banco de reserva atletas devidamente inscritos que estiverem presentes e devidamente uniformizados e 02(dois) da comissão técnica: 01 técnico e 01 massagista.

ART. 20º – A identificação dos atletas será feita através dos documentos de identificação com foto, relacionado no formulário de inscrição.

  • – Caso o documento acima não seja apresentado em forma original ao representante, o atleta ficará impedido de participar da partida, atletas atuar irregular a equipe infratora perdera os pontos resultado da partida 1×0.
  • 2º-Caso qualquer atleta inscrito tenha os documentos acima relacionados extraviados, o mesmo deverá comparecer junto a organização com 03 (dias) dias de antecedência da partida, para que a organização faça a devida alteração do documento na relação de atletas e súmulas, possibilitando sua participação na Copa.

ART. 21º – Os jogos terão horários fixados na tabela, sendo admitida uma tolerância de 15 (quinze) minutos, somente para o primeiro jogo da rodada.

  • 1º-A equipe que não se apresentar pronta para jogar (devidamente uniformizada), após essa tolerância, perderá por não comparecimento (W.O.). A equipe que perder uma no seu primeiro  W.O. Perdera três pontos na tabela de classificação e pagar todos os custos da partida para continuar na competição (Taxa devera ser paga antes da próxima rodada). Caso aconteça o segundo W.O. Todos os atletas que não estiverem presentes na partida ficam suspensos por um ano.
  • 2º- Considera-se equipe perdedora, aquela que não se apresentar com pelo menos 5 (Cinco) atletas, para início da partida, devidamente uniformizada.
  • – Se após o início da partida, uma das equipes ficar reduzida a menos de 05 (Cinco) atletas, o jogo será interrompido e os pontos da partida serão convertidos para a equipe adversária. O resultado da partida será mantido se no momento do encerramento, a equipe adversária estiver vencendo a partida. Caso contrário, o resultado será de 3 x 0(três a zero).

ART. 22º – Sempre que uma equipe, atuando apenas com 05 (cinco) atletas, tiver um ou mais atletas contundidos, poderá o árbitro conceder um prazo de até 10 (dez) minutos para o seu tratamento ou recuperação.

  • 1º – Esgotado o prazo previsto neste artigo, sem que o atleta tenha sido reincorporado a sua equipe, dará o árbitro como encerrada a partida, procedendo-se na forma prevista no Parágrafo 2º do Art. 21.

ART. 23º – O “mando” do jogo pertencerá sempre, à equipe colocada em primeiro lugar na tabela, cabendo à responsabilidade pela troca de camisas, em caso de coincidência de cores a equipe constante do lado esquerdo da tabela.

ART. 24º – Somente o árbitro terá autoridade para decidir, acerca do adiamento da partida, bem como, no campo, a respeito da interrupção ou suspensão definitiva de uma partida. A ele caberá, fornecer à Organização, com a maior urgência, um relatório minucioso dos fatos.

  • – Uma partida só poderá ser adiada, interrompida ou suspensa quando ocorrerem os seguintes motivos:

1) falta de garantia;

2) mau estado do campo, que torne a partida impraticável ou perigosa;

3) falta de iluminação adequada;

4) conflitos ou distúrbios graves, no campo ou no estádio.

5) procedimento contrário à disciplina por parte dos componentes das associações e ou de suas torcidas.

  • – Nos casos previstos nos incisos deste artigo, a partida interrompida poderá ser suspensa em definitivo se não cessarem, após 30 (trinta) minutos, os motivos que deram causa a interrupção.

1)- Se o árbitro entender que o motivo que deu origem à paralisação da partida poderá ser sanado após os 30 (trinta) minutos previstos, poderá estender o prazo por mais 30 (trinta) minutos;

2)- Ocorrendo o previsto nas alíneas 1, 4 e 5 do § 1º, o árbitro poderá a seu critério, suspender a partida em definitivo.

  • – Quando a partida for suspensa por qualquer dos motivos previstos nos incisos deste artigo, assim se procederá:

1) se a associação que houver dado causa à suspensão, estiver a frente no resultado da partida, será ela declarada perdedora, pelo escore de três a zero (3 x 0);

Se for perdedora, a adversária será considerada vencedora, prevalecendo o resultado constante do placar no momento da suspensão, e em casos mais graves prevalecerá o artigo 35 deste regulamento.

2) se a partida estiver empatada, a associação que houver dado causa à suspensão será declarada perdedora, pelo escore de três a zero (3 x 0).

ART 25º – As partidas não iniciadas e aquelas que forem suspensas até o término do primeiro tempo, pelos motivos enunciados nos incisos do § 1º do artigo 27, serão jogadas integralmente no dia marcado pela organização, se houverem cessados os motivos que a adiaram. Caso contrário, a partida será suspensa definitivamente, excetuando o referido nos incisos 2 e 3 do respectivo artigo.

  • 1º – As partidas depois de iniciadas e que forem suspensas em definitivo, pelos motivos constantes dos artigos 1, 4 e 5 do § 1º do artigo 24, percorridos 1/3 do tempo total serão complementadas no dia marcado pela organização e caso tais motivos persistirem, em data a ser marcada pelo organizador, desde que nenhuma associação tenha dado causa à suspensão, dela podendo participar os atletas relacionados na súmula da partida suspensa, exceto os que nela tiverem sido expulsos ou que tenham completado o número limite de cartões amarelos ou aqueles que foram substituídos.
  • – As partidas que forem suspensas em definitivo, pelos motivos constantes dos incisos 1 a 5 do § 1º do artigo 24, aos 30 (trinta) minutos ou após, do 2º tempo, serão consideradas encerradas, prevalecendo o placar, desde que nenhuma das associações tenha dado causa ao encerramento.

ART. 26º – Somente em casos extraordinários e de absoluta força maior poderá ser transferida a realização de um jogo, por decisão da organização.

ART. 27º – Quando um jogo não se realizar, for interrompido por qualquer motivo e/ou for anulado, será fixada sua realização e/ou continuação, quando for o caso, pela organização.

ART. 28º – Somente o erro de direito que ocasione prejuízo real à equipe vencida, no tocante a alteração do placar e/ou tempo útil de jogo, dará motivo à anulação do jogo, desde que esta anulação não beneficie o infrator.

VI- DA CLASSIFICAÇÃO

ART. 29º – Para efeito da classificação, a contagem de pontos (ganhos) será a seguinte:

VITÓRIA……………………….03 PONTOS

EMPATE ………………………. 01 PONTO

DERROTA……………………….00 PONTOS

ART. 30º – Na hipótese de uma equipe perder o jogo por W.O. (não comparecimento) o resultado da partida será de 3 x 0 para equipe adversária, e mais três pontos na tabela geral de classificação. “Caso a equipe não compareça na fase eliminatória( Mata Mata), a equipe e todos os atletas estão eliminados por um de competições oficias”.

Paragrafo 01- Para a equipe dar continuação no campeonato a equipe que não compareceu no  jogo devera pagar os custos da arbitragem e mais taxas de campo se houver.

  • : O segundoWO da equipe resultará na sua eliminação e um ano da mesma sem participação.

Paragrafo 01 – Todos os atletas, constantes da relação nominal, que não estiverem presentes, serão impedidos de participar de qualquer evento esportivo promovido pelo organizador pelo prazo de 365 dias a contar da data da partida. Para o abandono do campeonato as punições também serão aplicadas para todos os atletas e dirigentes.

  • 2º – No que se refere ao parágrafo primeiro, só se se aplicará se a equipe que provocou o WOtiver uma justificativa gravíssima do não comparecimento, isso levado a comissão para analise, caso contrário, não terá a segunda oportunidade.

ART. 31º – Ao término de cada fase disputada quando for o caso, será conhecido como primeiro lugar à equipe que somar maior número de pontos ganhos, assim sucessivamente na ordem decrescente.

ART. 32º – Quando duas ou mais equipes terminarem empatadas na soma de pontos ganhos, na respectiva fase, o desempate ocorrerá em ordem sucessiva de eliminação, estabelecendo-se sempre, com base num critério único, que será classificada, da seguinte maneira:

  • Resultado do confronto direto (no caso de duas equipes);
  • Maior número de vitórias;
  • Menor número de gols sofridos
  • Maior número de gols marcados;
  • Menor número de Cartões Azuis;
  • Menor número de Cartões Amarelos;
  • Havendo confronto entre três equipes ou mais, utilizará os critérios de desempate dos itens 2, 3, 4, 5, 6 e 7 do artigo 32.

VII- DA DISCIPLINA

ART. 33º – Julgamento será feita pela Comissão Disciplinar Especial, para atuação específica na Copa, caso seja expressivo, os casos indisciplinares.

  • 1º-A Comissão Disciplinar Especial, será regida pelo CBJD, sendo constituída por 3 (três) membros titulares e 2 (dois) suplentes que serão nomeados e convocados sempre que se faça necessário.
  • 2º-No caso de impedimento de 01 (um) ou mais membros desta, que possa implicar em prejuízo do andamento do processo, o organizador deverá nomear outras pessoas que venham atuar interinamente.

ART 34º – Qualquer recurso sobre irregularidades, seja nas inscrições, ou sobre as disputas dos jogos, só será considerada mediante representação escrita, feita pelo representante oficial da equipe, contendo evidências, que possam esclarecer e comprovar a denúncia.

  • 1º-Para denúncia de irregularidades nas inscrições, o recurso poderá ser impetrado a qualquer momento.
  • 2º -Os recursos referentes aos jogos deverão ser impetrados até às 18h00min do primeiro dia útil, subsequente aos mesmos, devendo ser protocolados a organização, contendo o horário da entrada de recurso.
  • 3º– Para apresentação de provas, pertinentes ao recurso impetrado, a equipe denunciante, terá o prazo de 24 horas a contar do horário do protocolo do recurso.

ART 35º – Serão aplicadas penalidades classificadas em: advertência, desclassificação, eliminação, a todas as pessoas de responsabilidade definida (atletas e dirigentes) e, pertencentes às equipes inscritas na Copa, bem como, suas respectivas torcidas que venham a incorrer em infrações previstas neste regulamento serão punidas de acordo com o Estatuto do Torcedor.

  • 1º- Durante a realização do campeonato, a equipe participante que provocar a interrupção da disputa, por indisciplina coletiva de atletas e ou dirigentes identificados, que provoque o cancelamento da partida por ameaça de agressão ao adversário e equipe de arbitragem, desde que relatada em súmula, pela arbitragem, será considerada vencida pelo placar de 3×0 e eliminada da competição, independente de outras medidas punitivas que forem cabíveis, aplicadas pela organização.
  • 2º-O atleta, membro da comissão técnica e dirigente, que cometer ato de agressão física a equipe de arbitragem, representantes, membros da organização, ficarão excluídos de qualquer competição esportiva pela organização pelo prazo de 02 (dois) anos, a contar da data de publicação da punição, independente das demais sanções que lhe possam ser impostas por esta organização e a sua equipe perderá 04 (quatro) pontos para cada atleta agressor.
  • 3º-Caso o ato de agressão seja generalizado, relatado pela arbitragem e/ou representante da organização fica(m) a(s) equipe(s) excluída(s), automaticamente da competição, sendo julgada(s) pela organização, ficando passíveis a severas punições e os atletas citados serão punidos de acordo com o parágrafo 2º deste Artigo.
  • 4º-Qualquer irregularidade cometida, com relação à inscrição irregular de atletas, quando comprovada, acarretará a perda do dobro dos pontos disputados, sem benefícios das equipes. Para aplicação do presente artigo será considerada:
  1. A apresentação de provas pelo denunciante;
  2. A confirmação do registro do atleta irregular, na súmula de jogo.
  • 5º- As sanções anteriormente descritas serão aplicadas independentemente de sanções cíveis e criminais, que por ventura a organização ou comissão especial ou a(s) parte(s) agredida(s) durante a competição possam apresentar. Todas as penas impostas pela CDE terão validade em todas as competições organizadas pela organização.

ART. 36º- Os membros da CDE e a organização não receberão reclamações antes, durante e após os jogos, sob hipótese alguma. Somente no dia seguinte a partida, através de ofício.

ART. 37º – Os atletas expulsos ou que tenham recebido 03 (três) cartões amarelos estarão automaticamente suspensos por uma partida independente das punições que poderão ser impostas pela organização.

  • 1º-No caso de AGRESSÃO ou TENTATIVA, o infrator (atleta, treinador, massagista, preparador físico, dirigente) estará automaticamente ELIMINADO, do certame independentemente de outras punições que poderão ser impostas pela CDE, inclusive atletas e dirigentes que estejam nos campos como torcedores, sendo que a punição será no mínimo de 132 dias e se tratar de reincidência poderá atingir até 365 dias.
  • 2º-Cabe aos participantes controlar a suspensão automática por expulsão ou pelos cartões amarelos de seus jogadores e não colocá-los irregularmente no jogo. Em caso contrário, a equipe infratora será penalizada com a perda do dobro dos pontos disputados, na partida.
  • 3º-O atleta expulso durante o transcorrer da partida, não poderá permanecer no banco de reservas, caso isso ocorra e seja relatado em súmula, o mesmo poderá ser punido, cabendo aos dirigentes tomarem as devidas providências no sentido de evitar tais acontecimentos.
  • 4º-Todo atleta, técnico, massagista, preparador físico e dirigente, desde que identificado, que estiverem nos campos em dias de jogos de sua equipe ou não, que vierem a cometer algum ato de indisciplina, tais como: ofender moralmente, agredir ou tentar agredir os membros da organização e até mesmo a equipe de arbitragem que esteja atuando no referido dia, poderão ser relatados pela equipe de arbitragem e pelos representantes e organização serão julgados e punidos de acordo com este regulamento.
  • 5º.- Os cartões amarelo serão zerados nas fases: quartas de final, podendo, por unanimidade das equipes semifinalistas e finalistas, ser zerados nestas fases.
  • 6º– Uma série de 03 (três) cartões amarelos suspende automaticamente 01 partida, que deve ser cumprida no jogo seguinte da equipe;
  • 7º– Um cartão azul suspende o atleta automaticamente de 01 partida ou de acordo com as infrações processadas e julgadas pela organização;
  • 8º: O cartão azul não anula o cartão amarelo; ou seja, caso o atleta entrar na partida com 02 (dois) amarelos e durante a partida receber o 3º (terceiro) amarelo e após isso levar o Azul, o mesmo ficará suspenso por duas partidas.
  • 9º: A equipe ou o atleta devidamente registrado, que for beneficiado por qualquer decisão da JUSTIÇA COMUM, seja ela requerida por parentes, amigos, dirigentes, torcedores, será automaticamente ELIMINADO do campeonato, ficando ainda sujeita as sanções previstas no CBJD, código desportivo da modalidade, estatuto da liga ou federação e neste regulamento;
  • 10: A responsabilidade no acompanhamento/controle na contagem dos cartões disciplinares aplicados é da própria equipe, não cabendo nenhuma reclamação ou recurso em cima disto.
  • 11º: Desrespeitar e reclamar por gestos ou palavras, ofender moralmente oficiais de arbitragem, delegados, membros das ligas legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 10 (dez) jogos.
  • 12º: Praticar vias de fatos contra os oficiais de arbitragem, delegados, membros da federação, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 08 (oito) jogos à eliminação. Se houver mando de jogo a equipe automaticamente perderá o mando.
  • 13º: Assumir nas praças de desportos, atitude inconveniente ou contrária à moral desportiva, em relação a componentes de sua equipe, equipe adversária, ou em relação à entidade organizadora e seus dirigentes, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (um) a 15 (quinze) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.

Ar§14: Praticar via de fatos contra companheiro(s) de equipe ou componente(s) de equipe adversária, antes durante ou depois da competição. Punição: de 03 (três) a 15 (quinze) jogos. Com lesão corporal: Eliminado. Se houver mando de jogo a equipe automaticamente perderá o mando.

  • 15: Participar de rixa, conflito ou tumulto, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 15 (quinze) jogos. Podendo ainda a equipe perder os pontos por DT (derrota técnica). Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando. (Nas SEMIFINAIS e FINAIS não existe a aplicação de DT, somente demais penas).
  • 16: Manifestar-se de forma desrespeitosa ou ofensiva contra membros das ligas, ou ameaçá-los de mal injusto e grave, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 20 (vinte) jogos.
  • 17: Invadir o campo, com o propósito de ofender, discutir, tirar satisfações com os oficiais de arbitragens, delegados, membros da federação, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 10 (dez) jogos.
  • 18: Tentar agredir oficial de arbitragem, delegado, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 05 (cinco) a 10 (dez) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.
  • 19: Praticar ato de hostilidade contra o adversário, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 10 (dez) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.
  • 20: A equipe que simular o cai-cai e evitar a continuidade do jogo. Punição: perdedora por W.O.
  • 21: A equipe que realizar a partida sem que o atleta esteja devidamente e regularmente inscrito. Punição: por W.O.
  • 22: Proceder de forma desleal ou inconveniente, antes, durante ou depois da competição. Punição: de advertência a 04 (quatro) jogos.

ART. 38º – Em caso de invasão da área de jogo, objetos atirados ao campo por torcedores ou outros incidentes generalizados que venham a prejudicar o bom andamento da partida ou o desempenho dos integrantes da mesma, estando ela em andamento ou não, e se comprovada à autoria do delito, se estes infratores forem identificados como membros de equipes, essas equipes poderão sofrer sanções de acordo com este regulamento.

Paragrafo 01 – caso a equipe causar danos materiais nos locais de competição e tiver custo de ressarcimento a terceiros e de inteira a competência do time que causou os danos materiais.

VIII- DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

ART 39 º- A organização não se responsabiliza, por acidentes que ocorram antes, durante ou após as competições, ficando a cargo do próprio atleta ou, de sua equipe, as despesas pertinentes a seu atendimento, bem como quaisquer processos de âmbito jurídico futuro. Caso de óbitos por qualquer causa a integridade do atleta dirigente e de responsabilidade do responsável da equipe.

ART 40º – Os casos omissos, no presente regulamento serão resolvidos pela organização ou Comissão Especial Disciplinar, que os julgará de acordo com as normas da justiça e da ética desportiva.

ART 41º – Em caso de fato relevante, que a organização considere indispensável à correção, o presente regulamento poderá ser alterado, por meio de comunicado oficial, sempre com prévia divulgação a todas as equipes participantes.

ART 42º – Este regulamento será observado na íntegra para a realização COPA OESPORTE DE FUTEBOL SUIÇO – 2019, sendo revogadas as disposições em contrário.

ART 43º – Este regulamento entrará em vigor, já no início mesmo das inscrições das Equipes.

ART 44º –  Forma de disputa

A 7ª Edição da Copa Oesporte de futebol suíço categoria livre 2019, será disputada da seguinte forma.

 

PRIMEIRA FASE

 

Composta de 28 equipes distribuídas em quatro grupos  com 7 equipes formando os  grupos A, B, C e D. Nesta fase as equipes jogam entre si  dentro do seu grupo.

 

A classificação final de cada grupo formara a nova composição da competição para próxima fase, conforme classificação final do 1º ao 7º colocado.

 

SEGUNDA FASE COPA OESPORTE

 

Formação de dois novos grupos “E” e “F”. dividas em três categorias as taças:  OURO – PRATA – BRONZE.

 

Conforme classificação final na formação dos grupos ficando assim.

 

As equipes classificadas em 1º e 2º formará a taça OURO

As equipes classificadas em 3º e 4º formará a taça PRATA

As equipes classificadas em 5º, 6º e 7º, formará a taça BRONZE.

 

Os grupos serão compostos em cruzamento olímpico a formação de dois novos grupos da seguinte forma:

 

GRUPO E: “A” X GRUPO “C”.

GRUPO F: “B” X GRUPO “D”.

 

Nesta fase jogam dentro do grupo em turno único. Passando para fase decisiva as “SEMIFINAIS” somente as duas melhores equipes classificadas de cada grupo.

 

 

SEMIFINAIS –  PARTIDA ÚNICA SEM VANTAGEM

 

JOGO 01 – Primeiro do Grupo “E”. Joga Contra O Segundo “F”

JOGO 02 – Primeiro do Grupo “F”. Joga Contra O Segundo “E”

 

Nesta fase partida única, em caso de empate no tempo normal,   5 cobranças alternadas de pênaltis para conhecer os finalistas.

 

FINAL

 

Partida única – Caso de empate no tempo normal, para conhecer os campeões da taça OURO, PRATA e BRONZE, cinco cobranças de penalidades alternadas.

 

JOGO 03 –  Vencedor do JOGO 01 X Vencedor do JOGO 02

 

X – DAS PREMIAÇÕES

 

  1. a) Troféus de 1º e 2º colocado, juntamente com medalhas 25(vinte e cinco) no máximo, conforme o número de jogadores e dirigentes nas equipes classificadas para a Copa e premiação em dinheiro conforme itens abaixo;
  2. b) Troféus para os artilheiros, goleiro menos vazado, equipe disciplina, melhor torcida, melhor árbitro.
  3. C) – Premiações da 7ª Edição da Copa Oesporte.

CHAVE OURO

1º Colocado –  R$ 800,00 dinheiro + Troféus e medalhas

2º Colocado –  R$ 400,00 dinheiro + Troféus e medalhas

CHAVE PRATA

1º Colocado –  R$ 500,00 dinheiro + Troféus e medalhas

2º Colocado –  R$ 300,00 dinheiro + Troféus e medalhas

CHAVE BONZE

1º Colocado – R$ 400,00 dinheiro + Troféus e medalhas

2º Colocado – Troféus e medalhas

TAXAS

Artigo 46 – A taxa de inscrição de R$ 400,00 (Quatrocentos reais) a serem pagos até dia 29/08/2019.

Entrega das fichas e taxa: Ademir Domingues Alves – Fone (43) 99640-3033

Email eletrônico : Ademir@oesporte.com.br

Parágrafo Único – A equipe estará apta a participar do campeonato após a quitação da referida taxa de inscrição.

Artigo 47 – A taxa de Arbitragem será cobrada no valor de R$70,00 (Setenta reais) + valor do campo cobrado, O pagamentos desta taxa e antes do início das partidas para a arbitragem.

 

ORGANIZAÇÃO E APOIO DO CAMPEONATO

Organização: – OEsporte

Parte Técnica: – Ademir Domingues Alves – (43) 99640-3033.

Comissão Disciplinar e Conselho serão formados no ato da assembleia.

Escala de arbitragem: A escalação de árbitros é de inteira responsabilidade da Liga de Árbitros de Apucarana

 

Ademir Domingues Alves

APUCARANA (PR), 01 de Agosto de 2019.

© Copyright 2015 - O Esporte - Todos os Direitos Reservados