COPA CIDADE ALTA REGULAMENTO

REGULAMENTO

Artigo 1º – A  9ª COPA CIDADE ALTA/SPORT CENTER de Futebol Suíço de Apucarana tem por finalidade congregar, difundir e movimentar o cenário esportivo local e regional, como meio de lazer e prática sadia do esporte.

 

Do Período de Realização

Artigo 2º – O Inicio desta competição será no dia 04 de FEVEREIRO de 2016, a comissão organizadora poderá alterar tal data, se assim julgar de interesse do campeonato, especialmente no que se refere à perfeita regularidade da apresentação dos documentos dos atletas que serão inscritos na competição.

Parágrafo Primeiro – A tabela de jogos, com seus respectivos horários e locais, serão confeccionados e divulgados pela comissão organizadora e somente esta poderá promover qualquer modificação ou alteração que se fizer necessária em benefício da perfeita ordem do desenvolvimento do campeonato.

 

Artigo 3º – A referida tabela estará disponível no site oficial do campeonato, www.oesporte.com.br, para que todas as equipes participantes tenham conhecimento antecipa mente dos locais e horários dos jogos.

 

Das Inscrições dos Atletas

Artigo 4º – Cada equipe deverá inscrever no mínimo de 12 (dez) atletas, podendo este número chegar ao máximo de 22 (vinte dois ) atletas, devendo as equipes inscritas apresentarem junto a comissão organizadora, ficha de inscrição (relação dos atletas) que conterá nome completo, apelido, data de nascimento e número da RG (identidade) de cada atleta participante da equipe.

Não será aceita inscrição sem o RG devido ao novo sistema de cadastro do atleta

 

Parágrafo Primeiro – Não serão aceitas inscrições de equipes incorretas, ou seja, que venham faltando dados dos atletas ou com número inferior ao mínimo ou maior que o máximo estabelecido no caput deste artigo juntamente com a taxa de inscrição da competição.

 

Parágrafo Segundo – O limite Máximo  do complemento das inscrições das equipes  encerram-se na quinta-feira que anteceder a realização da 3ª rodada, cuja data deverá ser rigorosamente cumprida entre a comissão organizadora e pelas equipes participantes do campeonato.

 

Parágrafo Terceiro – Não será aceita inscrição de atletas após o preso limite, ou seja, até na quinta feira antes da 3ª rodada para todas as categorias envolvidas no campeonato.

 

Das Categorias

 

Artigo 5º – A Cidade Alta/Sport Center da categoria, LIVRE, cujos limites estão definidos conforme abaixo.

 

CATEGORIA LIVRE:

Poderão ser inscritos nesta categoria, até 22 atletas que tenham mais de 16 anos completo. “aos Atletas de 15 anos a baixo,  será obrigatório a apresentação de declaração de maior responsável”.

Atletas Profissionais

Não é permitido atleta profissional que disputou campeonato de futebol de Campo regido pelas federações de futebol de Campo no ano vigente 2017.

 

Parágrafo Primeiro  caso equipe tenha o atleta neste caso, na primeira fase a equipe perde os pontos onde o atleta atuou.

Paragrafo Segundo – Na primeira fase da competição até a terceira rodada pode ser alteradas e completada os vinte atletas que compõe a primeira fase, após a terceira rodada  podendo mais trocar atletas, nem com atestado.  Casos  omissos serão levado conhecimento a esta comissão.

No encerramento da primeira fase, antes de começar a segunda fase com formação de novos grupos será possível substituir ou compor “            TRÊS ATLETAS”. Antes de primeira rodada da segunda fase.

 

Paragrafo Quarto – Única troca possível com atestado médico somente para goleiros.

 

 

  EQUIPES  DA COPA CIDADE ALTA -2017
1 7 Segundos
2 Aerca Caramuru
3 Amigos do Pesca/ Expresso Paloma
4 Amigos Do Silvano
5 Artes Santos /Jd. Trabalhista
6 Atlético Do Pirapo/Fortunatu´S  Lanches
7 Baiano Futebol Clube
8 Cantinho Das Fraldas/Só Marmitas
9 Chácara Sol Nascente /Jds
10 Correia Calhas/Tancredo Neves
11 Cris Bonés
12 Dom Romeu/Bar Batista/Top Frios
13 Empório Jeans
14 Esporte Clube Monte Sião
15 FCEA
16 Foco 365
17 Freitas Estamparia
18 Impactus futebol clube/ Dm Hospitalar
19 L2 Conf/Lola Aviamentos
20 Loteadora Bariloche
21 Stone Rio
22 Martin Dog
23 Molas Fama/Multividros
24 Ondas  Bonés
25 Paraná Fundações/Auto Center Iguaçu
26 Paraná Malhas / Dna Com. Visual
27 Paulinho Tintas/Tintas Artcor/Wagner Espelhamentos (Mqs)
28 Serigrafia Maia
29 Serralheria Caldeira/Disfranco
30 Seven Jeans/Vila Reis
31 Shakthar Dos Lek
32 Taquarinha Futebol Esporte Clube
33 Top Jeans/Master Rock/V.F.C Novo Itacolomi
34 Transapucarana/Mar Gráfica
35 União Esporte Clube/Mercado Formigão
36 Vila Mista

 

 

 

 

Da realização das partidas.

 

Artigo 6º – Todas as partidas terão a duração de 70 (setenta) minutos, divididas em 02 (dois) tempos de 35 (trinta e cinco) minutos, podendo o árbitro acrescer ao jogo o tempo que entender necessário, para recuperar as paralisações havidas no curso da partida. O intervalo será de 10 (dez) minutos, devendo o jogo reiniciar-se nos 02 (dois) minutos seguintes.

 

Artigo 7º – As rodadas serão realizada aos sábados, nas sedes e locais previamente estabelecidos pela Comissão Organizadora, de acordo com a tabela na competição.

OBS: Todos fica ciente que as equipes são consciente que os jogos será realizado no Sábado. A comissão Organizadora não vai alterar o calendário de Jogos pré programados. Somente aceitamos mudar uma partida com acordo da equipe adversário. Tendo que realizar a partida durante a semana “ANTES DA RODADA SEGUINTE”.

 

 Artigo 8º – Para a primeira partida, haverá uma tolerância de 15 (quinze) minutos e   apresentarem devidamente uniformizadas prontas para o jogo, caso de WO na primeira partida mantem o horário previsto em tabela para o segundo jogo . Os horários de jogos do campeonato são às 14h30min para o primeiro jogo e 16h00min para o segundo jogo, acrescentar um hora a mais, no horário de verão.

 

Artigo 9º – As rodadas NÃO estarão automaticamente canceladas nos sábados chuvosos ou com ameaça de chuva, cabendo, neste caso, à Comissão Organizadora do Campeonato, em conjunto com o responsável da equipe que e a sede do local do jogo.

 

Parágrafo Único – Poderá de comum acordo, haver mudança de local da realização da rodada, desde que a mudança seja comunicado aos responsáveis das equipes, 03 (três) horas antes da realização da primeira partida da rodada.

 

Artigo 10 – A critério da Comissão Organizadora, em virtude de adiamento de rodadas, nos casos de chuva ou outro motivo de força maior, rodadas poderão ser marcadas aos domingos, feriados ou nos meios de semana à noite, quando houver campo que ofereça esta condição.

 

 Parágrafo Único  –  Não será aceito cancelamento de Jogo, sem mediante  comprovação por documentos de solicitação  a comissão organizadora, com antecedência ao jogo já previamente marcado.

 

A equipe solicitante a alteração de jogos previamente marcadas, caso tenha qualquer tipo de custos extras e de inteira responsabilidade do solicitande  indicar o local da partida a ser realizada.

 

Artigo 11 – As partidas interrompidas serão solucionadas levando-se em conta os motivos que determinaram a interrupção, e serão julgadas pela Comissão Organizadora do campeonato.

 

Artigo 12 – Não haverá limite de substituições de atletas e todos os atletas inscritos a sumula de jogo poderão atuar nas partidas, desde que não estejam suspensos ou punidos pela organização do campeonato.

 

Artigo 13 – Para a realização das partidas, as equipes deverão apresentar um número mínimo de 05 (cinco) atletas, devidamente uniformizados.

 

Parágrafo Primeiro – A partida estará automaticamente encerrada quando uma equipe ficar com menos de 05 (cinco) atletas, independente do motivo. Neste caso, será declarada vencedora a equipe que se mantiver em campo.

 

Parágrafo Segundo – Ocorrendo o descrito no parágrafo anterior e se a equipe vencedora estiver ganhando, manter-se-á o placar; se estiver empatando ou perdendo, então o placar a ser considerado será de 01 (um) a 00 (zero) em favor desta equipe.

 

Parágrafo Terceiro – Se ficar constatado que a equipe que deu encerramento à partida visava favorecimento próprio e/ou de terceiros interessados, deverá ser julgada pela Comissão Organizadora do Campeonato, que apresentará a punição cabível.

 

Artigo 14 – O não comparecimento de uma equipe a qualquer rodada do campeonato da primeira, o primeiro WO não elimina a mesma da competição, pra continuar na competição a equipe arcara com todos os custos da partida que não compareceu até quinta feira antes do próximo jogo. No caso do segundo WO, sem comprovação legal, a equipe e seus atletas fica eliminada da próxima competição por esta coordenação que venha a realizar.

 

Parágrafo Segundo – A equipe que por motivos de força maior não comparecer a uma partida do campeonato, poderá apresentar defesa junto à Comissão Organizadora da copa no prazo de  48 horas após a partida, proceder como esta escrito no artigo acima.

 

Artigo 15 – Cada equipe deverá colocar à disposição 01 (uma) bola definhada em congresso a marca e modelo escolhido pelos representantes no congresso. O não comparecimento congresso subentende que está de acordo, toda equipe e obrigatória ter em mãos pelo menos uma bola, caso relatado em sumula, à equipe pode perder os pontos sem dar uma justificativa a comissão e a arbitragem.

A bola deverá ficar sempre de posse do mesário, que colocará as mesmas no campo de jogo sempre que solicitado pelo arbitro da partida.

 

Parágrafo Único – Cada equipe será responsável pela guarda de sua bola.

 

Artigo 16 – Nenhuma partida poderá deixar de ser realizado pelo não comparecimento do arbitro. Neste caso, caberá aos coordenadores das equipes, de comum acordo, tomar as devidas providências para a realização da partida, sob pena de perda dos pontos para as duas equipes.

Artigo 17 – As equipes deverão jogar devidamente uniformizadas com camisas numeradas, calções e meias.

 Artigo 18 – Sem prejuízo aos demais artigos deste regulamento, cada equipe deverá apresentar antes de cada partida, ao representante da comissão organizadora e arbitragem, os seguintes itens:

 

  • a) Entregar, com 15 (quinze) minutos de antecedência à realização da partida, os números das camisas dos jogadores e a devida documentação (identidade ou documento com foto – é obrigatório), que deverá ficar anexada na súmula até o fim da partida;

 

  • b) Informar ao arbitro para ser relacionado na respectiva súmula o capitão de sua equipe;

 

  • c) A comissão técnica da equipe, devidamente identificada pela Arbitragem sendo que para estar presente no banco de reserva, deverá estar com camisas de cores diferentes dos atletas.

 

  1. d) A camisa de goleiro reserva numerada para o caso de coincidência na cor dos uniformes com a equipe adversária;

 

Artigo 19 – Uma partida só poderá ser suspensa ou deixar de ser realizada quando ocorrerem os motivos seguintes e desde que seja impossível a sua continuidade:

 

  1. a) Falta de garantias, possivelmente verificadas;

 

  1. b) Distúrbios graves ou conflitos que afetam a sua comodidade;

 

  1. c) Falta de luz natural ou artificial alheia à vontade da equipe mandante;

 

  1. d) Falta de material necessário para a sua realização, conforme previsto neste regulamento ou código desta entidade.

 

Artigo 20 – Quando uma partida for interrompida por um motivo extracampo, como por exemplo, chuva e queda de energia, e esta tenham sido transcorridas ¾ do jogo, prevalecerá o resultado, e a partida, será considerada encerrada.

Caso seja interrompida com menos de ¾ de jogo transcorrido, esta deverá ter continuidade em outra data, que deverá ser definida pela comissão organizadora do campeonato.

Artigo 21 – Ficará a critério da Arbitragem, em conjunto com os diretores e coordenadores das equipes, a decisão de reinício da partida, que deverá ser utilizado, por ambos, o melhor critério para aquele momento da partida.

Artigo 22 – Havendo a interrupção de uma partida, a continuidade da mesma obedecerá aos seguintes critérios:

  1. a) Usará a mesma súmula com as mesmas anotações;
  2. b) Manterá as faltas e cartões;
  3. c) Manterá o tempo jogo;
  4. d) O número de atletas no momento da paralisação do jogo.
  5. e) O jogo reiniciar-se-á no local onde este paralisou. Exemplo: na lateral, no escanteio, na falta a ser cobrada ou bola com goleiros.

 

Artigo 23 – Interrompida, paralisada ou suspensa definitivamente uma partida por motivo alheio à vontade das equipes disputantes e/ou da arbitragem, a comissão organizadora tomará as seguintes providências:

  1. A) Marcar a continuação da partida em questão caso no momento da paralisação do jogo, o mesmo tenha o primeiro tempo encerrado e o segundo tempo iniciado.

Artigo 24 – Não haverá transferência de jogos ou rodadas, a não ser que não haja campo disponível ou no caso de chuva que impeçam a realização da rodada.

Parágrafo Único – Em caso de chuvas, a Comissão Organizadora irá informar as equipes participantes do campeonato, cuja decisão de cancelar, deverá ser informada no mínimo de 02hs (duas horas) antes do início das partidas.

Artigo 25 – Em caso de partidas que envolvam o interesse direto de uma ou mais equipes interessadas no resultado da mesma, estas partidas, poderão ter seus horários de realização alterados, a critério da comissão organizadora, para que estas possam ser realizadas nos mesmos horários daquelas partidas que tenham interesse direto em seus resultados.

Da Contagem dos Pontos dos Critérios de Desempates

  1. Caso em circunstancia extra regulamento em acordos firmados entre equipes para um jogo fora da tabela estipulada pela organização ou acordos entre equipes por qualquer que seja os casos sera valido somente com o acordo assinado e reconhecido firma entre as equipes entregue a organização. Não serão zerados cartões nas fases de mata mata

 

Artigo 26 – Será obedecida a seguinte forma de pontuação para as partidas:

  1. a) Por vitória – 03 (três) pontos ganhos;
  2. b) Por empate – 01 (um) ponto ganho;

 

Parágrafo Único – As vitórias declaradas por WO também terão pontuação de 03 (três) pontos para as equipes vencedoras. Caso abandono de uma equipe no decorrer da competição a programação será mantida e valida como jogo soma três pontos e os cartões que a equipe adversaria deviria cumprir contra a equipe eliminada.

 

Artigo 27 –  Em caso de igualdade na soma de pontos ganhos entre 02 (duas)  equipes, na 1ª fase da competição, o critério desempate será conforme item abaixo:

  1. Confronto Direto.
  2. Maior número de Vitórias;
  3. Defesa menos vazada durante a fase de classificação (1ª fase);
  4. Maior número de gols a favor;
  5. Menor pontuação de cartões sendo: cartões azuis: 02 pontos e cartões amarelos: 01 ponto;
  6. Sorteio.
  7. Se houver Confronto entre 03 (Três) ou mais equipes, utilizara o critério de desempate dos itens (B, C, D, E e F) do artigo 28.

 

 

 

Artigo 28 –   FORMA DE DISPUTA CATEGORIA LIVRE

 

 

 

  1. Primeira fase – formara quatro grupos com nove equipes formando os grupos A, B, C e D os grupos será conhecido em sorteio. Nesta fase cruza o Grupo A joga contra o grupo B e o Grupo C joga contra o D,  dez rodadas, A PRIMEIRA FASE

.

  1. Segunda fase – Formação de quatro grupos. Dois pra CHAVE OURO e dois pra CHAVE PRATA. Os Grupos se cruzam novamente,
  2. Os classificados da chave ouro e prata: 1º,2º,3ºe4º vão para chave “OURO”. Já o 5º,6º,7º e 8º vão para a “PRATA”.

Os cruzamentos ficando assim na segunda fase

  1. As equipes do grupo “A” cruzando com o grupo “D”,
  2. As equipes do grupo “B” cruzando com o grupo “C”,
  3. Nesta fase joga dentro dos grupos classificando as quatro melhores de cada grupo da “OURO e PRATA”.

 

Terceira Fase –  Mata mata, nesta fase em duas partidas o cruzamento ficando assim:

QUARTAS DE FINAIS

CHAVE OURO

  1. JOGO 01: 1º Grupo A X 4º Grupo B.
  2. JOGO 02: 1º Grupo B X 4º Grupo A.
  3. JOGO 03: 2º Grupo A X 3º Grupo B.
  4. JOGO 04: 2º Grupo B X 3º Grupo A.

CHAVE PRATA

  1. JOGO 01: 1º Grupo A X 4º Grupo B.
  2. JOGO 02: 1º Grupo B X 4º Grupo A.
  3. JOGO 03: 2º Grupo A X 3º Grupo B.
  4. JOGO 04: 2º Grupo B X 3º Grupo A.
  5. Nesta fase a vantagem são dois jogos, e o mando de campo para os dois primeiros colocados cada grupo joga em casa a segunda partida e por dois resultados iguais.

 

SEMIFINAL CHAVE OURO

  1. JOGO 05: Vencedor do Jogo1 X Vencedor do Jogo 4
  2. JOGO 06: Vencedor do Jogo2 X Vencedor do Jogo 3

 

SEMIFINAL CHAVE PRATA

 

  1. JOGO 05: Vencedor do Jogo1 X Vencedor do Jogo 4
  2. JOGO 06: Vencedor do Jogo2 X Vencedor do Jogo 3

 

Semifinal  partida única caso de empate 5 cobranças de pênaltis alternados ,Campo e local definido pela comissão organizadora. Campos neutros

 

FINAL:

SEMIFINAL CHAVE OURO

 

 

l CARTÕES DE JOGO E PUNIÇÕES

 

  1. a) 03 cartões amarelos: suspensão automática de 01 jogo;

 

  1. b) 01 cartão azul: suspensão automática de 01 jogo.

 

Os Cartões são acumulativos caso atleta tomar os três cartões acumula o amarelo e o azul.

 

Adentro no regulamento para os devidos esclarecimentos. O atleta que recebe o cartão azul fica fora automática do próximo jogo.

 

Artigo 29 – As suspensões de que trata o artigo 38, deverá ser cumprida no primeiro jogo subsequente à aplicação do cartão disciplinar.

 

Artigo 30 – Um cartão não anula os outros cartões. Exemplo: um atleta que receber na mesma partida o 3º amarelo, 1º azul, cumprirá 02 (dois) jogos.

OBS: O Atleta que estiver jogando em duas categorias os seus cartões será acumulativo e cumprira a punição  em todas as categorias.

Artigo 31 – A comissão organizadora julgará de acordo com os relatórios oficiais de arbitragem, delegados, membros das Ligas legais ou nomeados por elas, e enquadrados no C.B.J.D.

 

Artigo 32 – Todas as atletas e/ou pessoas devidamente inscritas e registradas na competição, serão passíveis de julgamento estando ou não dentro de campo; basta estar em qualquer praça esportiva desta competição para se tornar passível de julgamento a qualquer momento;

 

Artigo 33 – É considerado competição, para os artigos referentes à punição, o jogo na data marcada, sendo que, os inscritos e envolvidos podem ser relatados 48 horas antes ou depois da competição/partida;

 

Artigo 34 – Será levado em consideração o histórico de cada pessoa/atleta nos eventos chancelados pela as pessoas envolvidas na organização do campeonato, para se definir a quantidade de dias ou jogos, nas punições;

 

Artigo 35 – Todo participante do jogo que for relatado por agressão a adversário, oficiais, membros das Ligas legais ou nomeados por ela, cumprirá automaticamente 02 jogos de suspensão, independente do enquadramento;

 

Artigo 36 – A equipe ou o atleta devidamente registrado, que for beneficiado por qualquer decisão da JUSTIÇA COMUM, seja ela requerida por parentes, amigos, dirigentes, torcedores, será automaticamente ELIMINADO do campeonato, ficando ainda sujeita as sanções previstas no CBJD, código desportivo da modalidade, estatuto da liga ou federação e neste Regulamento;

 

Artigo 37 – A responsabilidade no acompanhamento/controle na contagem dos cartões disciplinares aplicados é da própria equipe, não cabendo nenhuma reclamação ou recurso em cima disto.

 

Artigo 38 – Desrespeitar e reclamar por gestos ou palavras, ofender moralmente oficiais de arbitragem, delegados, membros das ligas legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 10 (dez) jogos.

 

Artigo 39 – Praticar vias de fatos contra os oficiais de arbitragem, delegados, membros da Federação, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 08 (oito) jogos à eliminação. Se houver mando de jogo a equipe automaticamente perderá o mando.

 

Artigo 40 – Assumir nas praças de desportos, atitude inconveniente ou contrária à moral desportiva, em relação a componentes de sua equipe, equipe adversária, ou em relação à entidade organizadora e seus dirigentes, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 10 (dez) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.

 

Artigo 41 – Praticar via de fatos contra companheiro(s) de equipe ou componente(s) de equipe adversária, antes durante ou depois da competição. Punição: de 03 (três) a 08 (oito) jogos. Com lesão corporal: de 05 (cinco) a 15 (quinze) jogos. Se houver mando de jogo a equipe automaticamente perderá o mando.

 

Artigo  42 – Participar de rixa, conflito ou tumulto, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 06 (seis) jogos. Podendo ainda a equipe perder os pontos por DT (derrota técnica). Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando. (Nas SEMIFINAIS e FINAIS não existe a aplicação de DT, somente demais penas).

 

Artigo 43 – Manifestar-se de forma desrespeitosa ou ofensiva contra membros das Ligas, ou ameaçá-los de mal injusto e grave, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 20 (vinte) jogos.

 

Artigo 44 – Invadir o campo, com o propósito de ofender, discutir, tirar satisfações com os oficiais de arbitragens, delegados, membros da Federação, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 02 (dois) a 10 (dez) jogos.

 

Artigo 45 – Tentar agredir oficial de arbitragem, delegado, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 05 (cinco) a 10 (dez) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.

 

Artigo 46 – Praticar ato de hostilidade contra o adversário, antes, durante ou depois da competição. Punição: de 01 (hum) a 04 (quatro) jogos. Se houver mando de jogo a equipe poderá perder o mando.

 

Artigo 47 – A equipe que simular o cai-cai e evitar a continuidade do jogo. Punição: Perdedora por W.O.

 

Artigo 48 – A equipe que realizar a partida sem que o atleta esteja devidamente e regularmente inscrito. Punição: Perdedora por W.O.

 

Artigo 49 – Proceder de forma desleal ou inconveniente, antes, durante ou depois de uma partida, interferindo o jogo. Para atleta, dirigente ou torcedor for identificado causar uma alteração no resultado de uma partida, de acordo com as normas do futebol. Punição: Perca de mando de Campo, Seis pontos na tabela de classificação, na fase classificatória, Na faze mata

Internacional   realizara avaliação em Apucarana  As inscrições é kilo de alimento  podem ser feitas na Loja Camisa 10

 

mata eliminação da equipe infratora. Já para o atleta e dirigente caberá a punição de 5 a 20 jogos .

 

Das Disposições Gerais:

 

Artigo 50 – As equipes inscritas caberão a responsabilidade dos exames e Assistência médica os seus atletas e comissão técnica, antes, durante e depois das partidas.

 

Parágrafo Único – Ao inscrever-se neste campeonato, tanto as equipes como seus componentes (atletas e comissão técnica), tornam-se cientes de que o mesmo será divulgado pelas mídias: escrita, radiofônica e televisiva, e concordam em ceder seus respectivos direitos de imagem à comissão organizadora do campeonato, ficando esta desde já autorizada a repassar os citados direitos a qualquer emissora de TV, Rádio ou similar.

 

Artigo 51 – A comissão organizadora não se responsabilizará por acidentes ocorridos com participantes do campeonato, ou por estes ocasionados a terceiros, antes, durante e depois das partidas, sendo esta responsabilidade das equipes envolvidas.

 

Artigo 52 – As arbitragens estarão a cargo da comissão organizadora e da liga de árbitros da registrada na federação de Árbitros Profissionais, sendo que somente a comissão organizadora poderá substituir a equipe de Oficiais que realiza a arbitragem no evento.

 

Parágrafo Único – Todas as dúvidas, reclamações, sugestões e outra referente à arbitragem deverão ser manifestadas por escrito, única e exclusivamente pelo representante da equipe  e  encaminhada  para a comissão organizadora do campeonato.

 

Artigo 53 – A locação de campos será de responsabilidade da equipe, taxas e responsabilidades de segurança da praça esportiva de danos feitos por alguma no campo e em volta nos vestiários e de responsabilidade inteira dos responsáveis.

 

Artigo 54 – Os oficiais de arbitragem, delegados, membros da comissão organizadora, legais ou nomeados por ela, entregarão relatórios logo após o jogo, sendo agressões físicas e/ou morais aos mesmos, após a realização da partida, passíveis de punições.

 

Artigo 55 – Toda equipe tem o direito de RECURSO contra irregularidades observadas durante a realização da competição.

 

Parágrafo Primeiro – Somente o representante das equipes poderá interpor recurso junto à comissão organizadora.

 

Parágrafo Segundo – Todos os recursos deverão ser apresentados por escrito, pelo representante da equipe até 48 (quarenta e oito) horas após o encerramento da partida e deverá ser entregue na central da comissão organizadora do campeonato.

 

Parágrafo Terceiros – Não serão aceitos recursos entregues após o prazo estipulado, cujo recurso não terá efeito nenhum para fins de julgamento.

 

Parágrafo Quarto – Os recursos serão julgados por uma comissão formada pelos membros da comissão organizadora, sendo que esta comissão comunicará aos envolvidos a data e horário que ocorrerão os julgamentos.

 

Parágrafo Quinto – O comparecimento da PESSOA ou representante da equipe apresentadora do recurso será obrigatório ao julgamento, e caso a PESSOA e/ou representante envolvida não comparecer na hora e dia marcado, o recurso será dado como INDEFERIDO.

 

Artigo 56 – A comissão organizadora publicará em até 48 (quarenta e oito) horas após os julgamentos dos atletas, dirigentes, equipes e demais envolvidos nos julgamentos, os resultados e respectivas punições, quando for o caso, referente aos casos julgados.

 

 

Artigo 57 – Todas as solicitações de esclarecimentos e saneamento de dúvidas pertinentes ao Regulamento da  Copa Cidade Alta/Sport Center, relativos à regras, classificação, julgamentos, inscritos, artilheiros e débitos das equipes e atletas, só serão atendidas se solicitadas pelas equipes e por escrito.

 

Artigo 58 – As decisões em última instância da comissão organizadora do campeonato Da Copa Cidade Alta, através de seu conselho julgador, serão irrevogáveis, não cabendo recurso a nenhum outro órgão esportivo ou de justiça comum.

 

Artigo 59 – As interpretações duvidosas e casos os omissos ao presente Regulamento, serão resolvidos pela Comissão julgadora do campeonato, procurando sempre respeitar as leis que regem a modalidade.

 

Parágrafo Único – Os recursos e reclamações deverão ser feitas por escrito, não sendo aceitas, em hipóteses alguma, às feitas nos locais de jogos ou local que não seja designado pela comissão organizadora.

 

Artigo 60 – Desde já, as equipes participantes, através de seus representantes, declaram-se conhecedores do presente Regulamento que regerá o Primeiro Campeonato Da Copa  Cidade Alta/Sport Center de Futebol Suíço de Apucarana, declarando ainda, que estão cientes de suas regras, normas e punições contidas em seus artigos.

 

Artigo 61 – TAXA DA COPA CIDADE ALTA

 

A coordenação da  Copa Cidade Alta de Futebol suíço tem sempre buscar a melhorar o campeonato para as equipes de dirigentes e jogadores.

 

Nesta competição temos a proposta pra ajudar a todas as equipes  nas categorias veteranos e Livre.

A taxa de Inscrição será feita da seguinte forma:

 

Pagamento e feito na entrega da listagem

1ª Parcela – 350,00 no ato da entrega da ficha

 

2ª Parcela – 200,00  até a Quinta rodada – ESTE VALOR E A COMPRA DO PREMIO. VALE DIZER  QUE AQUI E CHEQUE NO ATO DA  INSCRIÇÃO 45 DIAS DANDO ASSIM A QUINTA RODADA.

 

Taxa de arbitragem 70,00 por jogo.

 

A organização vai comprar um premio em parceria com empresários de Apucarana

Vamos sortear no final do Campeonato

 

Serão distribuídos 300 números para cada equipe para se capitalizar cada numero vai, custar C$10,00 reais.

 

Cada equipe podendo arrecadar até C$ 3, 000,00, “Três Mil Reais”.

 

O sorteio do premio acontece na final da Copa Cidade Alta.  Perante o público será sorteado o nome do ganhador.

 

 

Endereço de entrega das fichas e taxa:  Com Ademir Domingues Alves  Fone   (43) 9640-3033

Ademir@oesporte.com .br

 

 

 

APUCARANA (PR), 02  DE DEZEMBRO DE  2016

ORGANIZAÇÃO E APOIO DO CAMPEONATO

 

Parte Coordenação Técnica: Ademir Domingues Alves – 9640-3033.

 

Comissão Disciplinar e Conselho deliberativo serão formados no ato da Assembleia.

 

Componentes de Comissão

  MEMBROS EQUIPE
1 ELTON CAMPIDELI MOLAS FAMA
2  LEONARDO RAFAEL DE ALMEIDA LORDS
3 CARLOS ALBERTO V. VILAS BOAS L. BARILOCHE
4 ADRIANO AUGUSTO ZACARIAS FOCO  365
5 ANDERSON URTADO BAIANO
6 RENAN ANTUNES CORREIA P. MALHAS
7 CLAUDIO MIRANDA 7 SEGUNDOS
8 ERALDO APARECIDO DO AMARAL FCEA
9 ROGERIO GONÇALVES DE ASSIS VILA REIS
10 ADEMIR DOMINGUES ALVES COORD.
11 AIRDON SANTOS ARBITRO
12 PAULO HENRIQUE PAVOLAK ADVOGADO
13 GEISON BERNARDES DA SILVA ADVOGADO/ C. DA FRAUDAS.

 

 

Escala de arbitragem: Airdon Santos (BEBE).  (Liga de Árbitros de Apucarana).

© Copyright 2015 - O Esporte - Todos os Direitos Reservados